Noticias

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

PMPE: aluno do CFC é executado dentro do ônibus quando voltava para sua casa após deixar o anexo do Cemet onde fazia o CFC , um outro homem que viajava no coletivo também foi morto com a arma do PM.

Duas pessoas executadas dentro de ônibus em Igarassu. Uma das vítimas era policial militar

Publicação: 27/11/2012 22:37

Duas pessoas, incluindo um policial militar, foram assassinadas no início da noite desta terça-feira (27) dentro de um ônibus que fazia a linha Igarassu/Cidade Tabajara, na BR-101 Norte, em Cruz de Rebouças, distrito de Igarassu. O suspeito de ter cometido o duplo homicídio já foi identificado pelas câmeras de segurança do circuito interno do coletivo, mas fugiu depois do crime levando a arma da vítima. A Polícia Militar adiantou que abrirá sindicância para investigar o caso.

De acordo com as imagens registradas, o homem teria entrado no ônibus na cidade do Paulista e percebido que o policial Elias Gonçalves Miranda, de 46 anos, portava uma arma. O suspeito passou a viagem observando a vítima e o revólver calibre 38. Em Igarassu, tomou o armamento e executou o PM com um tiro na cabeça e outro no braço. O passageiro Célio Bueno de Melo, de 35 anos, estofador e morador de Igarassu, que voltava para casa depois do trabalho, se assustou e também foi atingido por um disparo na testa.

Para o delegado Joaquim Braga, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o real interesse do suspeito ainda é um mistério. "Com certeza foi uma execução. Ele primeirou pegou a arma e depois matou as vítimas. Não configura latrocínio. Também não haveria necessidade das mortes. Pode ser que ele só quisesse o armamento, mas não descartamos a possibilidade dele já estar de olho no policial anteriormente", ressaltou.

O militar - lotado em Santa Cruz do Capibaribe - teria pego o ônibus ao sair do Curso de Formação de Cabos, no Paulista. Segundo informações repassadas por amigos da vítima, normalmente ele voltava para casa de carona e sem o fardamento, mas nesta noite estava apressado e resolveu não esperar. Seguiu de ônibus e com a farda.

A empresa Itamaracá, responsável pelos ônibus que fazem a linha Igarassu/Cidade Tabajara, já disponibilizou as imagens das câmeras de segurança para contribuir com as investigações. As gravações não foram divulgadas para a imprensa por decisão da Polícia Militar.


Com informações da repórter Beatriz Lacerda, da TV Clube

Fonte: diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário