Noticias

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Vejam A Que Ponto Chegou A Greve da Policia Militar de Tocantins

Finalmente houve um acordo, em relação a PEC 300



Nessa manhã, nós, Capitão Assumção (ES), Paes de Lira (SP), Major Fábio (PB), Átila Lins (AM) e Fátima Bezerra (RN), estivemos reunidos com o Secretário geral da Mesa da Câmara Federal, Mozart, para tratarmos de um entendimento no texto da nossa PEC 300, acertado com as presidências legítimas dos bombeiros e policiais que se fizeram presentes ontem na reunião com o Deputado Michel Temer.


Para ser bem prático, diferentemente do que planejavam os algozes de plantão, que não se cansavam de apregoar que o piso nominal na Constituição era matéria inconstitucional, o texto está sendo desenhado, agora, incluindo a categoria da polícia Civil. Foi negociado um piso entre R$ 3.200 e R$ 4.500, prevalecendo R$ 3.500 para soldado e R$ 7.000 para tenente.


Nestes termos, a emenda que poderá ser votada em plenário conterá essa modificação. Essa era a manifestação do Presidente Deputado Michel Temer para que a PEC 300 viesse à votação no Plenário pois o governo e uma ala da oposição poderia obstacular a colocação da matéria com o piso anterior na ordem do dia.


Todos sabiam que o valor nominal na CF é matéria constitucional, porque se fosse inconstitucional, o Governo e oposição colocariam a PEC 300 para se votar imediatamente, acabando a pressão na Câmara, e por que não dizer no Senado. Ou seja, se é inconstitucional, vota-se, os parlamentares fazem a parte deles e a insatisfação ficaria por parte de nós próprios. SEMPRE FOI CONSTITUCIONAL O PISO NA CF (vejam dois exemplos que fixam valores no texto constitucional: emenda 20/98 e 41/03).


Diante disso, essa negociação de um valor intermediário (R$ 3.500) foi, depois de terminada a reunião com o Secretário Geral da Mesa da Câmara, levada à discussão com os Presidentes de Associações presentes na Câmara Federal.


Todos foram informados das inclusões a serem feitas na PEC 300 para se colocar para votação. Também ficou bem claro que A PEC 446 NÃO ESTÁ APENSADA NA PEC 300. A PEC 300 votada e aprovada, segue para votação no Senado e a PEC 446, provavelmente encerra o seu curso na Câmara Federal, sendo arquivada, conforme o Secretário Geral Mozart, já que o objetivo da PEC 446 é alcançado nas modificações à PEC 300.


Houve consenso por parte dos líderes de associações, que retornarão aos seus Estados levando essa mensagem de ampliação no texto da PEC 300. Os representantes dos bombeiros e policiais presentes em Brasília ficaram de planejar uma grande manifestação provavelmente para a primeira semana de março para a votação, se houver acordo em se aceitar essas inclusões na PEC 300.


Por essa nova construção, que alcança ativos, inativos, pensionistas e policiais civis a emenda tem eficácia no ato de sua promulgação, ainda esse ano, diferentemente da 446 que prometia o prazo de um ano.


O texto final ainda não foi produzido mas, assim que pronto, será analisado pelos deputados da Frente Parlamentar em Defesa dos Policiais e Bombeiros e todos terão ciência do que se irá votar.


Por esse prazo firmado pelo Deputado Michel Temer em reunião com os representantes dos bombeiros e policiais, teremos tempo suficiente de planejarmos junto às associações uma grande mobilização nacional, bem maior do que a primeira, de modo a que a pressão seja suficiente para que se vote a PEC 300 e que seja aprovada.

Ficou claro para o Presidente que os diversos presidentes de Associações de bombeiros e policiais militares é que representavam a categoria e que estariam levando a mensagem de ampliação do texto da PEC 300 e que eles solicitaram ao Deputado Michel Temer que novas reuniões só acontecessem com a presença dos verdadeiros representantes.

Será primordial que se mantenha a pressão nessa Casa de leis, especificamente no Presidente Deputado Michel Temer e no Colégio de líderes. Juntos somos fortes.

Saiu o Boletim Geral com a Convocação de Cabos por Antiguidade para o Curso de Formação de Sargentos CFS - PM - 2010. Veja e o seu nome consta na relação

Relação dos cabos convocados por antiguidade para o CFS 2010.Existem 45 vagas no entanto foram convocados 90 cabos, veja os critérios e as etapas.


BOLETIM GERAL Nº A 1.0.00.0 028 11 10 DE FEVEREIRO DE 2010

5.0.0. PORTARIA DO COMANDO GERAL Nº 183, de 08 FEV 2010

EMENTA: Convoca Cabos por Antiguidade para possível Matrícula no Curso de Formação de Sargentos PM (CFS-PM/2010), após aprovação em Inspeção de Saúde, Teste de Aptidão Física e dá outras providências

O Comandante Geral, no uso das atribuições contidas no Art. 101, do Regulamento Geral da PMPE (R/1), aprovado pelo Decreto nº 17.589, de 16 JUN 94 e considerando a existência de vagas para o Curso de Formação de Sargentos PM /2010(CFS-PM),

R E S O L V E:

Convocar para realização de Inspeção de Saúde, Teste de Aptidão Física (TAF) e possível matrícula no CFS-PM/2010, conforme autorização contida no Ofício nº 017/2010/GGAII/GICAP/SDS oriundo da Gerência de Articulação Institucional e Integração Comunitária SDS, pelo princípio de Antiguidade, nos termos do § 1º do Art. 15, da Lei nº 6.783/74(Estatuto dos Policiais Militares) e na Lei nº 134, Parágrafo Único, Art.8º, os Cabos PM relacionados no Anexo IV desta Portaria, normatizando as exigências relativas a esta convocação.

1.0.0 - VAGAS

Serão disponibilizadas 45 (quarenta e cinco) vagas a serem ocupadas pelos Cabos PM convocados que atenderem às condições essenciais relacionadas no item 3.1.0 desta Portaria, para o Curso de Formação de Sargentos CFS/2010, pelo princípio de Antiguidade.


Relação dos Cabos PM Convocados por Antiguidade (CFS/PM/2010) Ord. Matrícula Nome OME

1 12834-1 Marcos Antonio da Silva CAMIL

2 13016-8 José Severiano Filho TJPE

3 19138-8 Rosinaldo Chagas Dantas 2º BPM

4 19148-5 Severino José da Silva 6ª CIPM

5 19709-2 Josenilson Ferreira de Oliveira 12º BPM

6 21194-0 José Adelson S. da Silva 1º BPM

7 21553-8 José Ricardo Deca da Silva CC/AG

8 22191-0 Carlos Everaldo Torres de Oliveira 21º BPM

9 22750-1 Nair Cristina Mendes C. de Medeiros CPZM

10 22777-3 Maria Inez Gomes de Santana 2º BPM

11 22827-3 Sonia Maria Ferreira Bastos Melo DF

12 22856-7 Daisy Moreira Lobo DP

13 22883-4 Adenilza Maria Calado Costa DF

14 22888-5 Ivanete Alves da Silva 2º BPM

15 22892-3 Marluce Oliveira Germano da Silva C.Odont

16 22897-4 Geni Maria da Silva 16º BPM

17 22983-0 Edemir da Silva Leite CASIS

18 23160-6 Daniel Batista da Silva 3ª CIPM

19 23521-0 José Mario Barbosa de Oliveira CIPOMA

20 23609-8 Marcos Florêncio da Silva 18º BPM

21 24037-0 Rinaldo Nunes Pereira CIPMoto

22 24180-6 Carlos Roberto Cavalcante Cordeiro CFARM

23 24230-6 Meseck Honorato de Santana AG

24 24472-4 Maria José Conceição de Farias CASIS

25 24487-2 Carmem Lúcia Félix da Fonseca DP

26 25774-5 Djair Rodrigues de Araújo 17º BPM

27 25829-6 Izaias Jose Mendes da Silva CIPOMA

28 25942-0 Edson Nunes Bastos BPGd

29 26478-4 Aderaldo Mendes Farias 19º BPM

30 26723-6 Mariluce Gomes da Silva CAMIL

31 26763-5 Laudiceia Maria Ferreira Matias DS

32 26770-8 Ana Cristina Medeiros de Sousa 18º BPM

33 27314-7 Valmir Camilo de Souza BPRp

34 27407-0 Maria Emilia da Rocha CASIS

35 27441-0 Marcos Antonio Aguiar Lima 2ª CIPM

36 27634-0 Marijones Braz da Silva 22º BPM

37 27641-3 Lourival Manoel da Silva CIPMoto

38 27712-6 Antônio Carlos Gomes Nobrega CIPOMA

39 27854-8 Nagel Rubem dos Santos BPGd

40 28707-5 Romanti Ezer Barros da Silva 17º BPM

41 28758-0 Inocêncio Bezerra da Silva Filho 17º BPM

42 28762-8 Cleones Marcelino de Jesus CASIS

43 28797-0 Robson Muniz da Rocha 17º BPM

44 28807-1 Sergio Pedro Francisco CIPOMA

45 28954-0 Irandir Alves da Silva 13º BPM

46 28977-9 Nilson Gomes da Silva Filho 11º BPM

47 28988-4 Sérgio Murilo Calado da Silva 6º BPM

48 29221-4 Euclacides José de Paula Júnior SDS

49 29468-3 Gustavo José Cavalcante 6ª CIPM

50 29480-2 José Edilson Tavares da Silva 6ª CIPM

51 29483-7 José Sebastião Gomes da Silva 6ª CIPM

52 29497-7 Manoel Torres da Luz 2º BPM

53 30153-1 Celso Moura da Silva CASIS

54 30225-2 Gladiston Tenorio Pena 1º BPM

55 30285-6 Pedro Everson Dias Mota APMP

56 30300-3 Rinaldo Santana de Albuquerque CIATur

57 30367-4 Daniel André dos Santos 6º BPM

58 30568-5 Moises Gomes da Silva BPRp

59 30578-2 Ronaldo Sales Leite BPRp

60 31520-6 Antônio Pires de Souza 22º BPM

61 31609-1 Pedro de Souza Gomes 17º BPM

62 31690-3 Gilberto José do Carmo 17º BPM

63 31700-4 Jozias Fernando de Araujo BPGd

64 910114-4 Moises Lino de Oliveira 22º BPM

65 910121-7 José de Alencar Dias Batista BPChoque

66 910242-6 Joel Pedro da Silva BPRv

67 910310-4 Fabio Luiz Silva Barbosa CASIS

68 910641-3 Charles Suemir Felix da Silva 17º BPM

69 13560-7 Arnaldo Delfino do Nascimento 2ª CIPM

70 13611-5 Romildo Pereira de Santanna TJPE

71 24544-5 José Silva Pereira CFARM

72 13940-8 Milton Ramos da Silva 1º BPTran

73 14416-9 Paulo Fernandes do Nascimento TJPE

74 14423-1 Jean Teixeira de Lima CAS

75 14449-5 Carlos Alberto Pereira da Silva CIATur

76 14475-4 Mauricio Bezerra da Silva TJPE

77 14526-2 Jaime Machado Dias CAS

78 14570-0 Francisco Rubens Parentes Alencar 8º BPM

79 14617-0 Heriberto Montinho Silva 1º BPM

80 14636-6 José Lucas da Silva 16º BPM

81 14775-3 Josué Luiz dos Santos RPMon

82 14859-8 Carlos Antonio de Oliveira SDS

83 15484-9 José Edson Tenório Silva 3º BPM

84 15348-6 José Severino de Oliveira 9º BPM

85 15022-3 Ronildo Barbosa dos Santos BPGd

86 15495-4 Salatiel Feitoza da Silva 3º BPM

87 14968-3 Jurandir Bezerra de Melo 21º BPM

88 14972-1 Gildo da Silva Santos CIOE

89 15237-4 Marcus Antonio da Silva CSM/MB

90 15417-2 Job Ferreira da Silva BPChoqu

O Governador Arruda do Distrito Federal, Foi Preso Por Corrupção Hoje à Tarde, Isso Significa Que Estamos em Novos Tempos, Onde Antes Não Se Via Um Governador Ser Preso.

Publicado em 11.02.2010, às 17h14

O governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (ex-DEM), se entregou nesta tarde na Superintendência da Polícia Federal, em Brasília. Segundo informação da PF, ele será recolhido à carceragem da Superintendência, onde ficará à disposição da Justiça.

Nesta tarde, os ministros da Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) referendaram a decisão do ministro Fernando Gonçalves de mandar prender preventivamente o governador por tentativa de coação de testemunhas e obstrução da Justiça. A ordem inclui outros quatro assessores de Arruda.

Segundo a Procuradoria-Geral da República, o procurador-geral Roberto Gurgel vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedir intervenção federal no Distrito Federal.

Fonte: Agência Estado

Acidente com carro da PM na Agamenon termina com dois mortos



O acidente envolvendo um carro da Polícia Militar ocorrido na manhã desta quarta-feira (10) registrou duas vítimas fatais. O cabo aposentado da PM Jeremias Pereira da Silva, 59 anos, e a mulher dele, Sônia Maria Barbosa Siqueira, 40 anos, foram socorridos para o Hospital da Restauração, mas não resistiram aos ferimentos e morreram nesta tarde.
O carro da PM trafegava pela avenida Agamenon Magalhães quando colidiu com um caminhão-pipa e, depois de rodar na pista, atropelou a enfermeira Maria Virgem Conceição da Silva e caiu no canal, na altura do cruzamento da avenida com a rua Odorico Mendes, no bairro de Campo Grande. Ela foi socorrida para o Hospital da Restauração e já recebeu alta.
O veículo vinha de Paulista e levaria o PM aposentado a um hospital da capital. Outros dois policiais que estavam no carro, Guilherme Serafim, 25 anos, e Ângelo França Marques, 41 anos, foram socorridos e já receberam alta.
O motorista do caminhão-pipa tentou fugir, mas foi detido para prestar esclarecimentos. De acordo com a polícia, ele se chama Jamerson Alves, 33 anos
Fonte - pe360graus

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Reação nos quartéis em favor da PEC 300

Policiais reclusos nos quartéis. Blitz atrás de blitz nas principais cidades do país, por meio da chamada operação padrão. Sonegação de informações a jornalistas. Campanha na internet e nas ruas contra deputados. Dez mil manifestantes na Esplanada dos Ministérios. Essas são as armas que os policiais e bombeiros militares ameaçam sacar do bolso para pressionar o Congresso a aprovar um piso salarial único para a categoria.
Contrariados com a sinalização de que a Câmara vai enterrar a proposta de emenda à Constituição (PEC) 300/08, que atrela o salário inicial dos policias e bombeiros militares aos vencimentos de seus colegas do Distrito Federal, os policiais prometem radicalizar no corpo a corpo com os parlamentares nos estados e explorar o assunto eleitoralmente.
“O clima é de revolta. Se não colocarem na pauta, vai haver radicalização. Será muito difícil segurar. Uma tropa com fome é uma tropa sem comandante. Não sei o que vai acontecer”, diz o soldado Fernando Almança, da PM do Espírito Santo, que coordena uma mobilização na internet em favor da PEC 300. A proposição aumenta para R$ 4,5 mil o salário inicial dos praças e para R$ 9 mil o dos oficiais. Atualmente, a média nacional é de R$ 1.814,96.
Relator da PEC 300 na comissão especial que analisou o mérito da proposta, o deputado Major Fábio (DEM-PB) diz não ter como controlar a reação dos policiais militares com a eventual derrubada da proposição. “Se a PEC 300 não for aprovada, será o caos, o Brasil vai parar”, prevê.
Leia matéria completa clicando aqui

Polícia prende 14 pessoas que tentaram fraudar concurso de agente penitenciário

Os gabaritos com as respostas das provas seriam comprados por até R$ 15 mil; concurso não deve ser anulado porque não há indícios que a fraude foi consuma

Depois de dois meses de investigação, 14 pessoas foram presas nas cidades do Recife, Palmares e Serra Talhada por tentarem fraudar o concurso de agente penitenciário realizado no último domingo (7) em Pernambuco.

Segundo a polícia os autuados eram candidatos que portavam, durante a realização da prova, celulares programados para atender chamadas automaticamente que, através de um sistema de transmissão de dados, seriam transferidas para um ponto eletrônico .

Os candidatos confessaram, então, que haviam comprado o gabarito por R$ 5 mil e, caso obtivessem sucesso no concurso, pagariam mais R$ 10 mil. As respostas, entretanto, não foram repassadas, de acordo com eles.

O concurso não deve ser anulado porque a fraude não chegou a ser consumada, segundo Edvaldo Vitório da Silva , superintendente de Capacitação e Ressocialização do Estado. “A hipótese principal da anulação seria se houvesse fraude, mas não houve por conta de toda a segurança aplicada”, 
Fonte - pe360graus

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Nem Hitler Conteve O Avanço da Tropa Em Defesa da PEC 300 e PEC 41

O Jovem Alcides será eternizado na nossa memória. Tanto ele quanto o Presidente Lula, nos mostrou que com perseverança conquistamos nossos objetivos, mesmo que pareça impossível

 

Alcides não acontece todos os dias. É símbolo. Desses que não são inventados. Daqueles que orgulha, que faz todo mundo repensar a vida, as oportunidades, os acertos, os erros. Alcides é história boa, daquelas que enche um livro inteiro, que faz a gente querer contar todos os detalhes para o taxista, o porteiro, os colegas de trabalho, para todo o mundo.

Morador da Vila Santa Luzia, na Torre, filho de uma ex-carroceira, tirou fino da miséria e passou no vestibular de Biomedicina da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Passou bem. Foi primeiro lugar entre os alunos das escolas públicas. Não fazia outra coisa. Só estudava e frequentava o grupo jovem da Igreja da Torre. Deixou a mãe louca de felicidade. E a Vila Santa Luzia também. As mães de lá ganharam um rosto para mostrar aos filhos. "Tá vendo aquele ali. Passou no vestibular."




Aos 22 anos, Alcides ganharia o diploma em setembro. Iria fazer mestrado e depois doutorado. Mas ele morava no Recife. Foi o bastante para levar dois tiros na cabeça. Estava estudando à 1h da sexta-feira. Arrastado de casa por dois homens numa moto. Morreu na frente da mãe e das três irmãs. Queriam matar outro.
Encontrei com a mãe dele, dona Maria Luiza, hoje pela manhã. Ainda estava vestida de orgulho, com o jaleco branco do filho. Faltava bem pouquinho para ela dizer ao mundo que era mãe de um biomédico. Pouquinho para dizer que não era mais uma. Contou todo o sofrimento. Disse que ainda se agarrou com os assassinos. Mas não teve jeito. Conseguiu evitar apenas o terceiro tiro. Os dois primeiros já haviam interrompido o seu maior sonho. Maria Luiza voltou a ser mais uma. Hoje é 8 de fevereiro e 386 mães choraram, apenas neste ano, a morte de um filho.



 
Leia mais aqui

Policial Militar, Impetra Mandato de Segurança e Garante Diireito de Fazer, Concurso Para Sargento da PMPE

Tribunal de Justiça de Pernambuco garante o direito do PM que esta respondendo a CONSELHO DE DISCIPLINA de fazer o CONCURSO para Sargento 2010.


MANDADO DE SEGURANÇA

Relator ANTÔNIO FERNANDO DE ARAÚJO MARTINS
Data 05/02/2010

DEVOLUÇÃO DE CONCLUSÃO

Texto

MANDADO DE SEGURANÇA Nº 206948-3

IMPETRANTE: J. J. A. B. IMPETRADO: SECRETÁRIO DE DEFESA SOCIAL DO ESTADO DE PERNAMBUCO RELATOR: DES. FERNANDO MARTINS SEGUNDO GRUPO DE CÂMARAS CÍVEIS DECISÃO INTERLOCUTÓRIA Cuida-se de Mandado de Segurança preventivo, onde pretende J. J. A. B. garantir sua participação na seleção para ingresso no Curso de Formação de Sargento-PM instaurada pela portaria nº33/2010, para a qual formulou pedido de inscrição protocolado em 18/01/2010, a despeito de não atender ao requisito contido no item 1.3, aliena "e", I, do aludido edital, por estar submetido a Conselho de Disciplina. Como fundamento de seu pretenso direito de participar do referido processo seletivo, invoca o impetrante o princípio da presunção de inocência, alegando que ainda não foi condenado administrativamente pela infração disciplinar que lhe é imputada. Assim, defende ser inconstitucional a exigência contida no item 1.3, alínea "e", I. Ademais, sustenta que a administração pública não pode, por simples ato administrativo, restringir direitos dos administrados, o que depende de lei. Por fim, requer, em sede de liminar, seja autorizada a sua inscrição no aludido processo seletivo interno e, no mérito, seja confirmada a liminar acaso concedida e, ao final do Curso de Formação, se aprovado, seja o impetrante promovido à graduação de Sargento PM. Passo a decidir. Como relatado, pretende o impetrante, preventivamente, assegurar o deferimento de seu pedido de inscrição para concorrer ao processo seletivo para ingresso no Curso de Formação de Sargento PM, mesmo não atendendo à exigência contida no item 1.3, alínea "e", I, vez que responde a processo administrativo disciplinar. Cumpre avaliar, portanto, da legalidade ou não da imposição do aludido requisito para a promoção dos Cabos/PM à graduação de Sargento/PM. Bem, incide, na hipótese, a Lei Complementar nº134/2008, que regula os critérios de promoção da PM, na qual não há previsão, como requisito para a participação do Curso de Formação, da exigência aqui impugnada. Da leitura do art. 21 da Lei retro mencionada, constata-se a exigência deste requisito negativo apenas para uma fase distinta do processo de ascensão funcional, qual seja, a inclusão no quadro de acesso, que inclusive constitui momento posterior à realização do Curso de Formação. Desse modo, na medida em que o poder regulamentar inerente à atividade administrativa deve se ater aos limites impostos pela lei, não podendo impor obrigações nela não previstas ou exigir requisitos de uma fase posterior em uma fase anterior, tenho, nesse juízo preliminar, que a exigência estabelecida na portaria em tela revela-se nula de pleno direito, por ser extra legem. Para corroborar com o entendimento aqui esposado, colaciono o seguinte precedente deste Segundo Grupo de Câmaras Cíveis, in verbis: POLICIAL MILITAR. PROMOÇÃO POR ANTIGUIDADE. PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR. INTELIGÊNCIA DA LEI Nº 12.344/2003. INSCRIÇÃO EM CURSO DE FORMAÇÃO. IMPEDIMENTO. ATO NORMATIVO SECUNDÁRIO. AFRONTA AO PRINCÍPIO DA LEGALIDADE. Afigura-se como arbitrária e ilegal a portaria que excluiu o soldado, aspirante à promoção por antiguidade, da participação no Curso de Formação de Cabos, por estar respondendo a Conselho Disciplinar, porquanto tal prerrogativa, segundo a Lei nº 12.344/2003, consiste em requisito a ser atendido na etapa seguinte - ingresso no quadro de acesso - e não à matrícula e freqüência no referido curso, sendo inadmissível que o Comando Geral da Polícia Militar, através de um ato normativo secundário, imponha restrições maiores que aquelas previstas na lei regedora (ato normativo primário), sob pena de afronta ao princípio da legalidade. (Agravo Regimental nº157964-4/01, Rel. Des. Alberto Nogueira Virgínio, julgado em 30/1/2008). Com efeito, pode-se concluir, neste momento de cognição sumária, ser verossímil a alegação de lesão ao pretenso direito líquido e certo do impetrante de participação da seleção interna para ingresso no Curso de Formação, se presentes as demais condições exigidas no edital. Por tais razões, defiro a liminar requestada para suspender os efeitos da exigência contida no item 1.3, alínea "e",' I do edital apontado como ato coator, autorizando a inscrição do impetrante na seleção interna para ingresso no curso de formação de Sargento PM, se satisfeitos os demais requisitos legais. Notifique-se a autoridade coatora para, no decêndio legal, apresentar suas informações. Dê-se ciência do feito ao órgão de representação judicial da pessoa jurídica interessada para, se entender necessário, ingressar no feito, como previsto no art. 7º, II, da Lei nº12.016/2009. P.I. Recife, de de 2010. DES. FERNANDO MARTINS Relator PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE PERNAMBUCO Gabinete do Des. Fernando Martins 1 dofl

Fonte: TJPE.

http://www.tjpe.jus.br/processos/ole_busca_processos_numero_texto2.asp?num=206948300&data=2010/02/05 14:57

OBSERVAÇÃO: A decisão é individual se você está respondendo a Conselho de Disciplina tem de entrar na justiça para garantir o mesmo direito consagrado ao companheiro acima.

Último Concurso Publico, para Soldado da PMPE, Poderá Ser Anulado.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) encaminhou nesta sexta-feira (5) uma ação civil-pública à Justiça para que a prova de Conhecimentos do concurso da Polícia Militar de Pernambuco seja anulada por suspeitas de fraude. Caso seja acatado, as demais etapas do processo seletivo do concurso realizado no dia 22 de novembro de 2009 serão invalidadas.

“Nós nos baseamos especificamente nos inquéritos instaurados pela Polícia Civil. Temos também laudos periciais que comprovam o recebimento de mensagens de alguns candidatos e outros que comprovam a apreensão de um aparelho para transmissão e recebimento de dados. O Ministério Público quer uma garantia que todos os que participaram deste esquema sejam expurgados do certame”, informou o promotor Eduardo Cajueiro.

Através da assessoria de imprensa, a Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que ainda não foi notificada da decisão do Ministério Público e que vai aguardar a posição do Poder Judiciário para acatar a determinação da Justiça.

No dia das provas, dez pessoas foram presas suspeitas de tentar fraudar o concurso. O Ministério Público recebeu ainda denúncias de irregularidades como ausência de detectores de metal em alguns locais de prova, uso de celular e material didático dentro das salas, além de pacotes de provas não lacrados.

O Governo do Estado decidiu abrir um inquérito para apurar as denúncias. Mais de 99 mil candidatos participaram da prova, mas apenas 19.678 foram aprovados. O Ministério Público havia solicitado a suspensão do concurso até a conclusão das investigações, mas o Governo do Estado decidiu dar andamento ao processo. A segunda etapa do concurso foi a prova física, que ocorreu em janeiro. O concurso da Polícia Militar foi oferecido para preencher 2,1 mil vagas de soldado.

Fonte: http://pe360graus.com/

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Major Fábio faz apelo emocionante em favor dos policiais paraibanos

Nesta quarta-feira, em entrevista ao programa a Fonte é Notícia, o deputado Major Fábio, pediu para que os políticos paraibanos resolvam os problemas da classe dos policiais e bombeiros do estado, que segundo ele vem sendo preteridos pelos seus governantes.

‘Vamos dar um salário digno aos soldados, eu conclamo aos governantes da Paraíba para deixarem dessa politicagem para resolverem os problemas dos policiais’, disse Major Fábio.
O mesmo disse que o senador Renan Calheiros do PMDB está colocando dificuldades à votação da PEC 300, mas que cerca de cinco mil pessoas estão mobilizadas para irem até ao final nessa luta.

‘O elefante que estava amarrado ao pé de alface, mas conseguiu desamarrar-se’, comparou Major Fábio à reação dos policiais em nome da PEC 300.
Com a voz muita rouca, Major Fábio ainda fez questão de deixar bem claro, que todo seu projeto enquanto parlamentar é lutar por uma política salarial mais digna
para os inativos e aposentados dos policiais e bombeiros, do Brasil e em especial da Paraíba.
Sem perder o ânimo nem a esperança, Major Fábio concluiu: ‘A fala está cansada, o cérebro também está cansado, essa semana tem sido de muita luta’.

Fonte - a fonte


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

O Dep. Federal Cb Patrício Disse: " Eles Estão Vendendo Ilusões Aos Policiais e Bombeiros. A PEC 300 É Inconstitucional, Por Mais Que Tenha Passado Na Comissão de Constituição E Justiça. O legislador Não Pode Criar Despesas Para O Executivo Sem Prever A Fonte Desses Recursos. Isso É Tarefa Do Executivo”, Ressalta O Deputado Distrital ". Aproveitando O Ensejo Do Cb Patrício Renan Sugeriu O Arquivamento da PEC 300.

PEC 300 divide Câmara e corre risco de não ser votada
Edson Sardinha e Renata Camargo
do Congresso em Foco

Ela embalou as duas primeiras sessões da Câmara. Não foram poucos os deputados que subiram à tribuna para defendê-la. Pelos corredores, dezenas de manifestantes cobravam a sua aprovação. Todo esse clima, porém, não foi o suficiente para garantir a sua aprovação. A PEC 300/08, que atrela o salário inicial dos policias e bombeiros militares aos vencimentos dos seus colegas do Distrito Federal, está ameaçada. Mais do que isso, a PEC divide líderes dos PMs e bombeiros e parlamentares. E, por conta dessa polêmica, corre o risco de sequer ser votada.

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), vai propor aos líderes partidários, na próxima semana, que a Casa deixe de lado a proposição e analise em seu lugar a PEC 446/09, que cria o piso salarial para os servidores policiais e remete a definição do novo valor a uma lei federal, a ser enviada pelo Executivo ao Congresso no prazo máximo de um ano. Em tese, poderia ser um avanço. O problema é que ela não dá nenhuma garantia de isonomia salarial às categorias, igualando os vencimentos, como sugere a PEC 300, ao que ganham os PMs e bombeiros do DF.

A PEC 300 aumenta para R$ 4,5 mil o salário inicial dos praças e para R$ 9 mil o dos oficiais. Atualmente, a média nacional é de R$ 1.814,96. E é justamente nesse ponto que a PEC empaca e começa a gerar resistências. De saída, nem todos os estados teriam recursos em caixa para pagar um aumento que, em alguns casos, será de mais de 100%. Para resolver isso, o texto estabelece que a União terá de ajudar, por meio de um fundo próprio, os governos estaduais não conseguirem arcar com o piso.

O Rio Grande do Sul, com R$ 850, e o Rio de Janeiro, com R$ 900, são os estados com salário inicial mais baixo da categoria. Aí, transfere-se o problema para o governo federal, que teria, então, de arcar com o dinheiro. Um impacto que, calcula-se, poderia ser de mais de R$ 3 bilhões nas contas públicas. Assim, parlamentares da base do governo e oposicionistas ligados a governos que teriam de recorrer aos cofres para pagar o aumento, como os tucanos ligados a José Serra, de São Paulo, uniram-se contra a PEC. E em busca da solução pensada pelo presidente da Câmara.

A sugestão de Temer irritou os deputados que coordenam a Frente Parlamentar em Defesa dos Policiais e Bombeiros Militares, que prometem acirrar as mobilizações da categoria nas próximas semanas em favor da PEC 300. “A PEC 446 é a PEC ‘ganha, mas não leva’. Ela não inclui os pensionistas entre os beneficiários e remete o piso para uma lei federal, isso nunca vai ser implantado na prática”, critica o coordenador da frente, deputado Capitão Assumpção (PSB-ES). “Se a PEC 300 não for aprovada, será o caos, o Brasil vai parar”, acrescenta o deputado Major Fábio (DEM-PB), sinalizando com a possibilidade de greve da categoria em todo o país.

Num sinal da divisão dos policiais, a reunião em que Temer sacou como solução a PEC 446 teve a participação do presidente da Associação Nacional dos Praças do Brasil (Anaspra), o deputado distrital Cabo Patricio, do PT. Patrício rebate o discurso de seus colegas que defendem a PEC 300. Para ele, eles estão vendendo “ilusões” aos militares. “A PEC 300 é inconstitucional, por mais que tenha passado na Comissão de Constituição e Justiça. O legislador não pode criar despesas para o Executivo sem prever a fonte desses recursos. Isso é tarefa do Executivo”, ressalta o deputado distrital.

Além de Patrício, que é vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, participaram da reunião sobre a PEC dos PMs os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Wellington Salgado (PMDB-MG), Valdir Raupp (PMDB-RO) e a deputada Fátima Bezerra (PT-RN). Autor da PEC 446, já aprovada no Senado, Renan sugeriu a Temer que os deputados analisassem a sua proposição e arquivassem a PEC 300.

Na avaliação de Cabo Patrício, a votação da proposta do senador de Alagoas é o caminho mais seguro para a categoria não ficar sem a melhoria salarial. O petista acredita que a PEC 446 poderia ser aprovada já na próxima semana por causa da disposição de Temer em quebrar os prazos regimentais. Ele sugere uma pequena mudança no texto, antecipando de um ano para seis meses o prazo para que os novos salários entrem em vigor.

“Não se pode definir valor de um piso salarial na Constituição. O governo criou o piso da educação por lei ordinária. O mesmo vai acontecer agora com os agentes de saúde. Esse é o procedimento legal. Sairá muito mais rápido se apensarmos as duas propostas. O que menos importa é o autor ou o número da PEC”, afirma.

http://www.24horasnews.com.br/index.php?mat=318740

Decreto define regras das Bolsas Copa e Olímpica

Foi publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (27) o decreto que amplia os benefícios da Bolsa Formação oferecida pelo governo federal no âmbito do Pronasci – Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania.


Apelidados de Bolsa Copa e Bolsa Olímpica, os benefícios são destinados aos policiais civis e militares e bombeiros dos estados que trabalharão na Copa do Mundo 2014 e aos policiais civis e militares e bombeiros do Estado do Rio de Janeiro e guardas municipais da capital fluminense, sede dos jogos Olímpicos de 2016.
Para continuar lendo clique aqui

A Polícia Militar de São Paulo, Vai Mudar de Nome Para Força Pública do Estado

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010,

Polícia Militar deve voltar a ser Força Pública em SP

SÃO PAULO - A Polícia Militar (PM) de São Paulo vai mudar de nome. Uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) encaminhada pelo governador José Serra (PSDB) à Assembleia Legislativa volta a chamá-la de Força Pública. Trata-se do título usado durante 67 anos pela corporação durante três períodos distintos da vida republicana - o último deles foi encerrado em 1970, quando o Exército, durante o regime militar, impôs o atual nome à instituição que surgira da fusão entre a antiga Força Pública e a então Guarda Civil do Estado.

A PEC de Serra deve ser publicada hoje no Diário Oficial. Para a mudança ocorrer, os deputados estaduais têm de aprová-la por dois terços dos votos em dois turnos. A proposta estava em estudo no comando da PM desde o ano passado. Ela havia sido encaminhada pelo comandante-geral, coronel Álvaro Batista Camilo, à Secretária da Segurança Pública em dezembro. O secretário Antônio Ferreira Pinto concordou com a proposta e a enviou ao Palácio dos Bandeirantes. Serra decidiu que a mudança era necessária, positiva e oportuna.

Para o governo, ela será uma forma de aproximar a polícia da população. Não se trata de mera alteração de nome, mas de um item do processo de mudanças internas da corporação. A Força Pública continuará sendo a polícia militar de São Paulo, conforme previsto pela Constituição Federal - esta determina que a segurança pública no País é divida entre polícias federal, militar e civil. Será, no entanto, a primeira dessas corporações a retirar o termo "militar" de seu nome no País - no Rio Grande do Sul existe a Brigada Militar e todos os demais Estados têm polícias militares.

A necessidade de PEC para mudar o nome ocorre porque a Constituição do Estado de São Paulo determina que o nome seja Polícia Militar, o que não ocorre com a Constituição Federal. "Não se quer mudar o nome para mudar a polícia", disse o comandante-geral, Álvaro Batista Camilo, aos seus subordinados. Camilo e o subcomandante-geral, coronel Danilo Antão, enfrentaram resistências entre oficiais do Estado-Maior da corporação, que viam no resgate do antigo nome a lembrança de uma época em que a corporação era mais uma espécie de Exército estadual, como a Guarda Nacional nos Estados Unidos, do que uma polícia. Também se ressentiam da ausência do termo "polícia".

O alvo principal dessa mudança é a retirada da palavra militar do nome da polícia. Ela é mais um passo no processo iniciado nos 1990 com as políticas de polícia comunitária e de defesa dos direitos humanos e pela mudança de vários setores da corporação, como o de inteligência, que trocou o foco de suas atividades, deixando de lado a guerra revolucionária para investir no combate à criminalidade em geral, principalmente a organizada. Trata-se, para os oficiais, de um processo que levou ao abandono de uma visão de combate ao inimigo interno e defesa do Estado para a adoção de uma política de proteção da comunidade.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

http://www.estadao.com.br/noticias/geral,policia-militar-deve-voltar-a-ser-forca-publica-em-sp,505574,0.htm

Cabo Patricio da ANASPRA é contra a PEC300 e impede sua votação


Numa articulação ousada e inescrupulosa, o Deputado de Brasília Cabo Patrício juntamente com Renan Calheiros tramaram juntar a PEC 446 (a PEC "ganha mas não leva") com a PEC 300. Essa trama diabólica nos impossibilitou da votarmos a nossa PEC da dignidade. Num ato de coragem, o Criador da PEC 300, Deputado Arnaldo Faria de Sá, denuncia no plenário da Câmara Federal a covardia feita por Patrício e Renan Calheiros. Patricio acha que está protegendo o salário dos PM e BM do Distrito Federal impedindo a votação da PEC 300.
Parabéns deputado Arnaldo Faria de Sá.

Bloco do Ricardão de Fundão 5º Ano - Convida

Meus amigos e amigas, venham para o melhor Bloco Carnavalesco da zona
norte do Recife.
 Crianças acompanhadas com adultos não pagam para ficar no Cordão
de Isolamento.

Agradece A Presença Antecipadamente

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Quando A Sociedade Perceber A Importãncia dos Policiais e Bombeiros Militares, Vão Tambem exigir dos Governos a Valorização aos Policiais e a Aprovação da Pec 300

Video motivacional da Pec 300, mostra que o investimento tem que se dar enquanto criança, demonstra a vocação logo cedo de algumas crianças que serão os policiais de amanhã. E a importância da valorização do policial e bombeiro por parte da sociedade. 


Bloco do Ricardão

O Sargento Ricardo, Vai Realizar no Domingo dia 14 de Fevereiro, O Bloco Carnavalesco O Ricadão de Fundão 5º Ano , Venham Participem.

É o Dia a dia dos Guardiões da Sociedade. Policiais Militares São baleados, Tentando Salvar a Vida de Uma Mulher Que Estava de Refém de Um Assaltante em Belém em 17/12/09

Uma tentativa de assalto resultou em várias pessoas baleadas e uma refém por volta das 15h de hoje (17), na travessa Três de Maio, entre as avenidas Gentil Bittencourt e Magalhães Barata, em Belém

POLICIAIS MILITARES TEM QUE FAZER "BICOS" PARA SOBREVIVEREM

Policiais e bombeiros fazem marcha em Brasília

Brasília - Policiais e bombeiros militares de todo o país vão realizar marcha hoje, no centro de Brasília, para chamar a atenção de deputados e senadores com relação à valorização das carreiras ligadas à segurança pública.
Organizada pela Associação Nacional de Praças (Anaspra), a marcha vai reivindicar a desmilitarização, a alteração de jornada de trabalho da categoria, o piso nacional e a carreira única. A concentração será a partir das 10h no estacionamento do Estádio Mané Garrincha. De lá, os policiais e bombeiros seguem para a Esplanada dos Ministérios. Cerca de 90 ônibus devem trazer os manifestantes de outros estados.
O presidente Anaspra, deputado distrital Cabo Patrício, destaca a importância da marcha para assegurar conquistas alcançadas na Conferência Nacional de Segurança Pública, realizada em agosto do ano passado em Salvador. "A desmilitarização, por exemplo, foi aprovada mas ainda não saiu do papel”, reclama.
Para a quarta-feira (3) está marcado um encontro de integrantes da Anaspra e da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (Cobrapol) para discussão de uma pauta única de reinvidicações entre militares e policiais civis.
Para o deputado Cabo Patrício, a união dessas forças é muito importante uma vez que os membros das duas entidades são operadores da segurança pública.
Fonte - jornal

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

Governo do Paraná, Valoriza Os Policiais Que Dedicaram Muitos Anos de Suas Vida A Instituição

No Paraná é assim se o cabo estiver com 26 anos de serviço ele faz um requerimento e passa a ganhar 80% do salário de um 3º sargento.


Se essa lei fosse aplicada em Pernambuco,um soldo de um de um 3º sargento é R$ 1.888,41 e o soldo de um cabo é de R$ 1.232,59. um cabo que tivesse 26 anos de serviços e aplicando-se a ele 80% do soldo do 3º sargento o cabo passaria a receber R$ 1.510,72 uma diferença de R$ 277,13 em prol do cabo com 26 anos de serviço, isso também se aplica aos sargentos. Seria uma ótima idéia para ser implantada aqui, já que em Pernambuco acabaram com nosso quinquenio o que faz com que policiais com cinco dez anos serviço ganhe a mesma coisa do que ganha um policial que entra hoje na coorporação. Veja

LEI 15946 - 09 de Setembro de 2008 do Estado do Paraná.
“Art. 160 ...

§ 5º O direito de transferência para a reserva remunerada será suspenso obrigatoriamente, pelo período de 4 (quatro) anos, no caso dos Praças, ocupantes da graduação de Cabo, 3º Sargento e 2º Sargento, que, ao completarem 26 (vinte e seis) anos de efetivo serviço para todos os efeitos legais, sejam contemplados, mediante requerimento, com o percentual de 80% (oitenta por cento) da diferença do soldo e das gratificações inerentes à graduação imediatamente superior decorrente de previsão da Lei 6.417, de 3 de julho de 1973 (Código de Vencimentos da Polícia Militar do Paraná).

Art. 2º. O direito assegurado em decorrência do acréscimo dos parágrafos 5º e 6º ao artigo 160 da Lei 1.943, de 23 de junho de 1954 (Código da Polícia Militar do Paraná) será extensivo aos policiais-militares ocupantes da graduação de Cabo, 3º Sargento e 2º Sargento, que estejam, no mínimo, no ótimo comportamento e que já contem, na atividade, com tempo de efetivo serviço superior a 26 (vinte e seis) anos ou superior a 31 (trinta e um) anos, nos percentuais respectivos da diferença do soldo e das gratificações inerentes à graduação imediatamente superior, mediante requerimento, importando, em ambos os casos, na suspensão obrigatória do direito de transferência à reserva remunerada, pelo período de 4 (quatro) anos, sem prejuízo da transferência compulsória à inatividade prevista na referida Lei.

Governo do Paraná abre vagas e facilita a ascensão na carreira policial-militar -

Começa no dia 15 de março, na Academia Policial Militar do Guatupê, o Curso de Habilitação ao Quadro Especial de Oficiais da Polícia Militar do Paraná, criado pela lei 15.349, em dezembro de 2006. A turma será composta por 60 praças que foram classificados no concurso interno da corporação realizado em 2009.
O princípio orientado por esta lei é o da ascensão na carreira miliciana, possibilitando aos policiais militares, que contam com mais de cinco anos de serviço e graduados em curso de nível superior, habilitar-se para o quadro especial de oficiais da Polícia Militar e com a perspectiva de alcançar, dependendo do esforço individual, ao posto de coronel”, explica o comandante da Polícia Militar do Paraná, coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens.

Outra lei que beneficia os praças da corporação é a 15.946, criada pelo governador Roberto Requião, em setembro de 2008, que garante ao soldado da PM, com no mínimo 15 anos de serviço e com ótimo comportamento, o direito de frequentar o Curso Especial de Formação de Cabos (CEFC) e a respectiva promoção.

Outro benefício da lei é que cabos e sargentos, ao completar 26 anos de serviço, podem requerer 80% da diferença salarial da graduação imediatamente superior. E ao completar 31 anos de serviço podem requerer os outros 20% restantes, completando 100% da diferença salarial, da graduação acima de seu posto atual.

Mais um importante aspecto desta lei é que esses policiais militares, quando estiverem a seis meses da data limite da aposentadoria (35 anos de serviço), poderão requerer a promoção à graduação superior, garantindo o salário e o título na sua aposentadoria.

Já foram beneficiados por esta lei, em termos de cursos, 865 cabos e 241 sargentos (policiais militares e bombeiros militares). Para este ano, já estão confirmados outros quatro cursos direcionados aos praças da corporação, com o oferecimento de 691 vagas. Um deles, dividido em duas turmas (uma que se inicia em março e a outra com data a ser definida), é decorrente da lei 15.946. Trata-se do Curso Especial de Formação de Sargentos para bombeiro militar (CEFS).

Os outros três cursos, oferecidos por meio do processo seletivo regular da PM, todos com início previsto para março de 2010, serão o Curso de Formação de Cabos e Curso de Formação de Sargentos (ambos para policiais militares) e Curso de Aperfeiçoamento de Sargentos (para bombeiros militares).

CONCURSOS 2010 – Depois de 12 anos, o Governo do Estado abriu concurso para preencher 18 vagas para a contratação de médicos e bioquímicos, que vão compor o Quadro de Saúde da Policia Militar do Paraná. As inscrições estão abertas até 18 de fevereiro e os interessados podem se inscrever diretamente pelo site da Universidade Estadual de Londrina (UEL): www.cops.uel.br, ou acessar este mesmo link pelo site da Polícia Militar www.pm.pr.gov.br, no link Concurso para Médicos e Bioquímicos.

Qualquer pessoa pode participar desde que tenha formação em Medicina ou Farmácia e Bioquímica. “Esta é uma excelente oportunidade de entrar numa carreira promissora, dentro de uma instituição que presta relevantes serviços à comunidade paranaense e cujo sistema de saúde tem sido modernizado e recebido expressivos investimentos nos últimos tempos”, afirma o comandante-geral, coronel Rodrigo.

As vagas são para anestesiologia, cirurgia, clínica médica, ginecologia, ortopedia, otorrinolaringologia, pediatria e farmácia/bioquímica. “Isso demonstra o quanto o governo, por meio da Secretaria de Segurança Pública e comando da PM, está preocupado com a saúde dos policiais militares e seus dependentes”, afirma o comandante.
Também foi lançado recentemente o concurso para soldado da Polícia Militar que oferece 1.500 vagas (1.100 para a carreira policial e 400 para a de bombeiro) e terá sua primeira etapa realizada no dia 7 de fevereiro. No total, 68.310 candidatos se inscreveram, tornando este concurso o mais concorrido da história da PM. A relação de inscritos já está disponível no site www.cops.uel.br.

http://www.aenoticias.pr.gov.br/

O MINISTRO DA JUSTIÇA TARSO GENRO, DISSE QUE FICARÁ A CARGO DOS ESTADOS, DE RESOLVER O PROBLEMA DA HIERARQUIA DOS SALÁRIOS DOS PRAÇAS COM OS OFICIAIS, EM RELAÇÃO AS BOLSAS COPA E OLIMPICA

Tarso Genro "Não tem nada de superior ganhar menos que subordinado. O estado que sentir que tem problema em relação à categoria pode pedir a inscrição desse superior no sistema de bolsa (nos cursos) e o estado paga a bolsa para ele, um valor para compensar essa diferença".


Bolsa Olímpica: Tarso sugere que estado complete salários
Ministro diz que adesão de estados é voluntária e que problema de hierarquia deve ser resolvido por governo local

POR MARIA INEZ MAGALHÃES
Rio - O ministro da Justiça, Tarso Genro, sugeriu ontem que possíveis insatisfações salariais geradas pelo Bolsa Olímpica devem ser solucionadas pelo governo estadual. Como O DIA noticiou ontem, agentes de patentes inferiores vão ganhar mais que alguns oficiais quando começarem a receber o benefício mensal de R$ 1, 2 mil, restrito a quem tem salário de até R$ 3.200.

O ministro alega que a bolsa não atrapalha a hierarquia salarial das corporações — policiais, bombeiros e guardas municipais têm direito à gratificação —, já que não é considerada vencimento do servidor. “O policial não leva isso para sua aposentadoria, não faz nenhum desconto previdenciário disso”, disse ele.

Apesar da avaliação, Genro considera que o estado pode arcar com a diferença salarial já que não é obrigado a entrar no programa. “A bolsa não é uma imposição da União. O estado que sentir que tem problema em relação à categoria pode pedir a inscrição desse superior no sistema de bolsa (nos cursos) e o estado paga a bolsa para ele, um valor para compensar essa diferença. É uma despesa que o estado pode fazer sem problema. Isso pode ser resolvido facilmente pela autoridade local”, afirmou o ministro, ressaltando que é o estado que vai escolher quem terá direito à Bolsa Olímpica.

Tarso deixou claro que o estado que aderiu ao programa é obrigado a aprovar projeto para garantir até 2016 que nenhum policial ganhe menos de R$ 3,2 mil. O projeto vai também viabilizar pagamento da bolsa. “A bolsa cria relação de compromisso para que os estados cheguem a um piso decente”, disse Genro. Embora o decreto tenha gerado dúvidas, o ministro disse que ele é claro e não sofrerá alterações.

Seleção exclui quem responde a processo

A regulamentação do decreto da Bolsa Olímpica será publicada dentro de 15 dias. De acordo com Tarso Genro, o documento vai determinar os critério que o estado deve usar para a selecionar os policiais e bombeiros que receberão o Bolsa Olímpica e como ela será paga. Policiais que tiveram condenações ou processos administrativos e penais nos últimos cinco anos não poderão participar.

“Queremos estimular os policiais que tenham uma ficha de serviço de qualidade. É um elemento seletivo inclusive porque ajuda as corporações a organizar seus sistemas disciplinares”.

Militares e Civis, Não Descartam Paralisação.

Em reunião realizada nesta quarta-feira, 27, bombeiros, policiais civis e militares decidiram marchar juntos em busca de uma segurança pública de qualidade. A decisão de unificar as categorias foi tomada durante uma reunião entre os líderes militares e representantes Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol).
Durante o encontro, eles não descartaram a possibilidade de uma paralisação geral. Porém, o aquartelamento e a greve serão definidos pelos militares e policiais civis durante a assembleia unificada prevista para o dia 10 de fevereiro, na sede da Associação dos Subtenentes e Sargentos Militares de Alagoas (Assmal), no Trapiche.
"Estamos unidos em busca dos mesmos objetivos. Não podemos levar segurança à sociedade se também não a temos. E isso, nós pretendemos explicar a população durante as mobilizações. Para começar iremos fazer panfletagem no Centro de Maceió com o intuito de alerta a população sobre os problemas enfrentados hoje pelas policiais e Corpo de Bombeiros e em seguida definir os próximos passos", afirmou o presidente da Assmal sargento Teobaldo de Almeida.
O Sindpol pretende defender perante a categoria a inclusão do Policial Legal - movimento que pretende cumprir a Constituição Federal à risca - também na Polícia Civil. "Vamos defender junto à categoria a proposta do escrivão só ouvir o acusado com a presença da autoridade policial. Agindo assim de acordo com a Constituição", disse o diretor do Sindpol, Edeiton Gomes.
Os policiais também reivindicam o cumprimento das datas-bases atrasadas, condições de trabalho e carga horária. “Estamos em defesa da sociedade e da segurança pública. Desde o ano passado que tentamos negociar com o Governo, mas até o momento nada foi resolvido. E isso, a sociedade não sabe. Veja o caso do policial Anderson que morreu em confronto. Ele perdeu a vida em dever e sua família sofre por não tê-lo por perto e ainda com a redução da renda familiar, já que, o salário que a viúva recebe diminuiu. E isso não é justo. Esperamos que o Governador possa abrir o canal de diálogos e nos receba para discutir o assunto”, finalizou o presidente em exército do Sindpol, Josimar Melo.

Fonte: Assmal

9 MOTIVOS PARA APROVAREM A PEC 300

1- A NOSSA PEC 300 FOI FORMADA PELAS MÃOS DE 700.000 BOMBEIROS E POLICIAIS. TEVE MOBILIZAÇÃO NACIONAL, NÃO FOI ARTICULADA DE CIMA PRA BAIXO. NÃO HÁ COMO PERDERMOS COM ELA. PEC 300 RESGATA A NOSSA DIGNIDADE PARA SEMPRE.


2 - OS POLICIAIS DO BRASIL TODO ESTÃO DE OLHO NO QUE OS SENHORES ESTÃO FAZENDO, AS ELEIÇÕES ESTÃO CHEGANDO.

3 - PRIMEIRO FALARAM QUE A PEC 300 ERA INCONSTITUCIONAL. ELA FOI APROVADA POR UNANIMIDADE NA CCJC DA CÂMARA;

4 - DEPOIS FALARAM QUE PISO SALARIAL NACIONAL FERIRIA O PACTO FEDERATIVO. ORA, COMPANHEIROS, E O PISO SALARIAL DOS PROFESSORES? APROVAMOS O PISO DOS AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE. ESTÁ VINDO A DOS MÉDICOS E ODONTÓLOGOS;

5 - FALARAM QUE A COMPLEMENTAÇÃO SALARIAL POR PARTE DA UNIÃO QUEBRARIA O BRASIL. POIS BEM: LEVANTAMENTO FEITO POR UMA EMPRESA CONCEITUADA REGISTRADO POR UMA REVISTA SEMANAL NA ÚLTIMA EDIÇÃO DE 2009 REGISTRA QUE A COMPLEMENTAÇÃO GIRARIA UMA DEMANDA NA ORDEM DE R$ 3,5 BILHÕES ANUAIS. O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO JOGA PELO RALO, TODO O ANO, COM POLÍTICAS INADEQUADAS DE REPETÊNCIA E EVASÃO ESCOLAR, POLÍTICAS QUE ESTÁ MAIS DO QUE COMPROVADO QUE NÃO DÃO CERTO, PASMEM, R$ 15 BILHÕES E 100 MILHÕES DE REAIS.

6 - UM EXEMPLO: A UNIÃO ENTREGOU AO BNDES NO FINAL DO ANO DE 2009 A BOLADA DE R$ 90 BILHÕES DE REAIS PARA SER EMPRESTADA ÀS EMPRESAS PRIVADAS A FUNDO PERDIDO. VOU DAR UM EXEMPLO DO QUE PODE SER FEITO COM ESSA BOLADA. VAMOS SUPOR QUE O CIDADÃO X SOLICITE UM EMPRÉSTIMO DE R$ 500 MILHÕES DE REAIS PARA CRIAR E MANTER UMA EMPRESA. DOIS MESES DEPOIS ELE, DECRETANDO FALÊNCIA, O BNDES FICA SEM RECEBER O QUE ERA DO POVO E O CIDADÃO X SE TORNA O MAIS NOVO MILIONÁRIO DA NAÇÃO BRASILEIRA. ISSO É INCRÍVEL!!! ENTENDERAM??? NINGUÉM PODE ALEGAR MAIS QUE NÃO HÁ DINHEIRO PARA SE COMPLEMENTAR SALÁRIO DOS GUARDIÕES DA PAZ.

7 - APRENDEMOS A NOS MOBILIZAR. DESCOBRIMOS OS CAMINHOS DAS PEDRAS.

8 - E NÓS, DESCOBRIMOS ATRAVÉS DA INTERNET A FORÇA DA NOSSA UNIÃO NACIONAL SEM NUNCA TERMOS NOS VISTO EM PESSOA. A WEB NOS APROXIMOU. A WEB POSSIBILITOU-NOS TRANSFORMARMOS A PEC 300NA PROPOSTA MAIS SOLICITADA NA CÂMARA. MAIS DE 6 MILHÕES DE ACESSOS. QUEBRAMOS O RECORDE DE ACESSOS DESDE A CRIAÇÃO DA INTRANET NA CÂMARA. A INTERNET NOS APROXIMOU E ENCURTOU DISTÂNCIAS.

9 - ESTAREMOS COLOCANDO CARTAZES NAS PORTAS DOS GABINETES DOS 513 PARLAMENTARES COM OS SEGUINTES DIZERES: PEC 300 JÁ. EU VOTO SIM. DEPUTADO FULANO DE TAL. COMO NAS PRAGAS DO EGITO, ESTAREMOS MARCANDO AS PORTAS DOS NOSSOS ABENÇOADOS. ESTAMOS FAZENDO A NOSSA PARTE, E VOCÊS ? SENHORES DEPUTADOS.

LEMBREM-SE QUE: SOMOS UM ELEFANTE AMARRADOS A UM PÉ DE ALFACE.

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

As Inscrições Para os Cursos da Bolsa Olimpica, Ainda Não Estão Abertas, Porque Dependem de Regulamentação Pelos Estados.

        O Ministério da Justiça esclarece que ainda não estão abertas as inscrições para os cursos que darão direito às Bolsas Copa e Olímpica. Os dois projetos foram lançados ontem, por meio de decreto assinado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e dependem de regulamentação pelos estados.


O Ministério da Justiça informa ainda que as inscrições que estavam abertas dizem respeito à oferta de 57 cursos gratuitos da Rede Nacional de Educação a Distância (EAD) do Ministério da Justiça. Foram oferecidas 200 mil vagas para policiais civis, militares, peritos, bombeiros, agentes penitenciários e guardas municipais. O período de inscrições começou hoje, dia 27, e às 12h já havia atingido o número máximo de beneficiados. Cerca de 45 mil inscritos são do estado do Rio de Janeiro.

Os profissionais inscritos em um dos 57 cursos poderão receber a Bolsa Formação, também do Pronasci, desde que tenham salário inferior a R$ 1700. Com foco na qualificação e valorização profissional, o projeto garante um incentivo financeiro mensal a quem participa dos cursos na área de segurança pública – em muitos estados, o adicional representa até 1/3 do salário dos policiais. Até dezembro de 2009, 160 mil policiais recebiam o benefício em 25 estados.

Neste 18º ciclo da Rede EAD, foram oferecidos seis novos cursos: Papiloscopia 2, Identificação Veicular 2, Fiscalização de Excesso de Peso, Mediação de Conflitos 2, Espanhol 1 e Cartéis. Os cursos de 40 horas serão realizados entre 25 de fevereiro e 31 de março. Os de 60 horas vão até 14 de abril.


Fonte Ministério da Justiaça


http://www.mj.gov.br/data/Pages/MJ7CBDB5BEITEMID02CC53E430244AE9901168D6EAE7FB8EPTBRIE.htm

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO PUBLICA O DECRETO DA BOLSA COPA E BOLSA OLÍMPICA

      Pelo Decreto do Presidente Lula, só os policiais do Rio de Janeiro que ganha até R$ 3.200,00 poderão ganhar a BOLSA FORMAÇÃO. O mesmo Decreto veda a acumulação de BOLSAS, isso quer dizer que o policial não pode receber as duas bolsas a bolsa formação e a bolsa olímpica ou a bolsa formação e a bolsa copa, ele terá de escolher entre uma ou outra. O Decreto também condiciona que as escalas do policiais seja 12X36, isso para ser implantado até 2012. Colocando o piso de R$ 3.200,00 só para o Rio de Janeiro, O Presidente Lula frustrou muitos sgt e oficiais que se encaixava nesse valor nos outros Estados e que ele só deu para o Rio , outra coisa no Decreto de Lula os policiais do Rio que trabalham interno ou externo (atividade meio e fim) terão direito a bolsa olímpica, já na bolsa copa ele diz que tem de está lotados nas unidades (batalhão ou cia), responsáveis pela segurança de eventos esportivos .

LULA SANCIONA BOLSA COPA OLÍMPICA

Policiais receberão aumento de salário por participar de cursos.
Brasil será sede da Copa em 2014 e o Rio receberá Olimpíadas em 2016
 

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva lançou nesta terça-feira (26) um programa de formação de policiais que vão atuar na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas do Rio de Janeiro em 2016. O programa consiste numa bolsa que será paga aos profissionais que se qualificarem para atuar nos eventos.


Os governos estaduais precisam aderir ao programa para que os agentes de segurança possam receber o benefício. As bolsas devem começar a ser pagas a partir de julho.

Segundo o Ministério da Justiça, os policiais e bombeiros das 12 cidades-sede da Copa do Mundo que participarem do programa de formação receberão R$ 550 mensais em 2010. O valor do chamado "Bolsa Copa" sobe gradativamente até chegar a R$ 1 mil em 2014.

No caso das Olimpíadas, a bolsa será de R$ 1,2 mil mensais e será concedida a todos os policiais, bombeiros e guardas municipais da cidade do Rio de Janeiro.

"O que se encaminha aqui é uma mudança estrutural na remuneração dos servidores policiais do país", disse o ministro da Justiça, Tarso Genro. O ministro estima que entre 220 mil e 230 mil policiais possam ser beneficiados pelas novas bolsas. Em 2011, quando Tarso acredita que o programa estará totalmente implementado, os gastos do governo federal seriam de cerca de R$ 1,3 bilhão.

Incorporadas


Em ambos os casos, essas gratificações serão incorporadas aos salários dos agentes de segurança beneficiados após a realização dos eventos e passarão a ser custeados pelos governos estaduais. Além do salário maior, os policiais que farão parte destes novos programas não poderão ter carga horário de trabalho superior a 12 horas por dia.

O decreto assinado pelo presidente também aumenta o valor da bolsa de formação do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci) de R$ 400 para R$ 443. Esta bolsa é concedida para policiais de todo o Brasil. Segundo o ministério da Justiça, 167 mil policiais já fazem parte deste programa.

Tanto para as novas bolsas quanto para a bolsa formação do Pronasci, o agente de segurança deverá participar pelo menos uma vez por anos cursos de capacitação fornecidos pela Rede Nacional de Altos Estudos em Segurança Pública, que é formada por 66 instituições de ensino superior. Os agentes de segurança não poderão acumular bolsas.
Fonte - globo.com




domingo, 24 de janeiro de 2010

Veículos comprados por PMs poderão receber isenção de IPI

Projeto de lei com esse conteúdo tramita na Câmara dos Deputados; autor justifica proposta pela necessidade de maior segurança dos policiais.

Os policiais militares de todo o Brasil poderão receber uma boa notícia nos próximos dias. A Câmara dos Deputados analisa o que concede isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aos carros que forem comprados por policiais militares com pelo menos três anos de serviço. A proposta é do deputado Major Fábio (DEM/PB).

Segundo o autor, a proposta pretende garantir aos militares a possibilidade de se deslocar com maior segurança, usando veículo próprio. Ele lembra que, no transporte coletivo, em razão do uso de fardas, os policiais acabam se tornando alvo fácil de criminosos. No entanto, o projeto do deputado, que será analisada neste ano de eleição, também prevê a regalia aos bombeiros militares.


A proposta altera a Lei 8.989/95, que isenta de IPI os automóveis adquiridos por taxistas e pessoas portadoras de deficiência. O projeto, que tramita em caráter conclusivo, será analisado pelas comissões de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, de Finanças e Tributação, e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Fonte - nominuto

MJ oferece 200 mil vagas em cursos a distância para profissionais da área de segurança

O Ministério da Justiça oferece 200 mil vagas em 57 cursos gratuitos a distância para policiais civis, militares, peritos, bombeiros, agentes penitenciários e guardas municipais de todo o país. A expectativa é que as vagas sejam preenchidas antes do término do prazo de inscrições, que vai do dia 26 ao dia 30 de janeiro.

A iniciativa é coordenada pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e integra o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Serão oferecidos seis novos cursos, entre eles o de papiloscopia, identificação veicular, fiscalização de excesso de peso, mediação de conflitos e cartéis. Os cursos de 40 horas ocorrerão entre os dias 25 de fevereiro e 31 de março. Os de 60 horas vão até 14 de abril.

Os profissionais que desejam participar dos cursos e que recebem até R$ 1,7 mil poderão, ainda, receber benefício de R$ 400, por meio do projeto Bolsa Formação, também do Pronasci.

Mesmo a distância, os alunos contam com a ajuda de tutores dentro das salas de aula para tirar dúvidas, estipular tarefas e avaliar os trabalhos produzidos. Além do material de apoio, eles também contarão com vídeos e debates que podem ser acessados a qualquer momento. Para fiscalizar a participação efetiva do profissional durante o curso, alguns alunos que recebem o Bolsa Formação serão sorteados aleatoriamente para fazerem provas presenciais.

Para dar suporte aos profissionais que não têm acesso à internet, o Ministério da Justiça colocará à disposição 270 telecentros em todo o país com computadores e equipamentos de áudio e vídeo.

Fonte - D.P

sábado, 23 de janeiro de 2010

Agentes penitenciários reforçam segurança nas ruas em Itamaracá

Ação pretende inibir a reincidência criminal de presos em regime semi-aberto na Ilha


Agentes penitenciários estão reforçando a segurança de Itamaracá. A intenção é diminuir os delitos e monitorar os presos em regime semi-aberto da Ilha.

O coronel Humberto Viana, secretário de Ressocialização de Pernambuco, informa que o programa PAC Pela Vida, que já conseguiu reduzir a violência em 12%, atua através de medidas preventivas.

A fim de que não haja reincidência, os agentes penitenciários monitoram os presos em regime semi-aberto, que podem sair da cadeia nos finais de semana. Caso o presidiário seja flagrado cometendo um novo crime, ele pode ter o regime semi-aberto negado e retornar ao regime fechado.

Humberto acrescenta que se alguém perceber uma pessoa com atitude suspeita, ele pode chamar qualquer agente, que fará uma abordagem. Se for detectada alguma irregularidade, o indivíduo será encaminhado para o presídio imediatamente.
De acordo com a Seres, serão cerca de 50 agentes penitenciários treinados, trabalhando nos finais de semana do mês de janeiro, a partir deste sábado (16), além de 6 e 7 de fevereiro. O objetivo da ação é fiscalizar os presos do semi-aberto que circulam na Ilha de Itamaracá. 

A infra-estrutura será formada por 10 homens por final de semana, dois veículos e um caminhão tipo xadrez, que servem como prisão. Eles estarão equipados com computadores on-line, utilizando Sistema de Informação Carcerária, através do qual poderá ser checado se suspeito faz parte do Sistema Penitenciário.

Serão usados na operação detectores de metal com alarmes vibratório e sonoro, espingardas de munição de impacto controlado (bala de borracha), coletes e capacetes, algemas.

A ação será coordenada pela Superintendência de Segurança Penitenciária em conjunto com as gerências de Operações de Segurança, da Penitenciária Barreto Campelo, da Penitenciária Agro-Insutrial São João, do Centro de Observação e Triagem Prof. Everardo Luna (Cotel) e do Presídio de Limoeiro.

Fonte - aspssauros

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Pagamento de servidor será feito em três dias


O governo do Estado de Pernambuco divulgou ontem a tabela de pagamento dos servidores públicos durante o primeiro semestre.

Os servidores do Estado de Pernambuco vão receber seus salários em três dias a partir deste mês – antes o pagamento era dividido em cinco datas. Divulgado ontem pela Secretaria de Administração do Estado (Sad), o calendário da folha salarial do primeiro semestre do funcionalismo público adota o modelo que já foi utilizado com sucesso com o 13º salário e em dezembro passado. Os pagamentos de janeiro serão feitos nos dias 25, 26 e 27.


O primeiro dia será destinado aos aposentados e pensionistas, o segundo para o servidores ativos da Secretaria de Educação-CPM e o terceiro para os demais funcionários. A divisão dos grupos permanece pelo menos até junho, mas as datas variam em cada mês.






segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

SAIU O BOLETIM GERAL CONVOCANDO SUPLENTES PARA CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DE ADMINISTRAÇÃO (CFOA)

BOLETIM GERAL Nº A 1.0.00.0 011 19


18 DE JANEIRO DE 2010
7.0.0. CURSO DE FORMAÇÃO DE OFICIAIS DE ADMINISTRAÇÃO (CFOA)
7.1.0. Convocação de Suplentes para Realização dos Exames de Saúde
De conformidade com a publicação contida no Aditamento ao BG nº 080, de 06 MAI 09, que

promoveu seleção interna e estabeleceu condições para matrícula no Curso de Formação de Oficiais de Administração (CFOA-PM) e Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE-PM), consoante a Portaria SDS nº 1188, de 15 ABR 09, da Secretaria de Defesa Social, torno público relação dos suplentes aprovados e convocados para realização dos Exames de Saúde, conforme calendário abaixo:
seleção Interna para o Curso de Formação de Oficiais de Administração (CFOA-PM/2009)

Aprovados e Convocados para os Exames de Saúde
Ordem Patente Mat. Nome Pontos

101º 1º Sgt PM 930381-2 FRANCISCO JOSÉ BARBOSA 5,90
102º 1º Sgt PM 920069-0 DENILSON RODRIGUES DOS SANTOS 5,90
103º 2º Sgt PM 940791-0 ANDRÉ LUIZ ALVES DE SOUZA 5,90
104º 2º Sgt PM 31713-6 SÉRGIO PAULINO DA SILVA 5,90
105º 2º Sgt PM 920625-6 MOAB TELES ROCHA 5,90
106º 2º Sgt PM 930931-4 SÉRGIO RICARDO SIMÕES DE ARAUJO 5,90
107º 2º Sgt PM 950472-9 ANDRÉ LUIZ BEZERRA DA COSTA 5,90
108º 2º Sgt PM 950297-1 MANOEL FRANCISCO DOS SANTOS FILHO 5,90
109º 2º Sgt PM 950117-7 VILMAR CARLOS DE OLIVEIRA 5,90
110º 1º Sgt PM 23903-8 RINALDO CORDEIRO DE MOURA 5,80
111º 1º Sgt PM 31601-6 MARCOS AURÉLIO DA UNIÃO LEITE 5,80
112º 1º Sgt PM 930105-4 ANDREA PEREIRA BONFIM 5,80
113º 1º Sgt PM 910825-4 SÉRGIO MURILO BEZERRARG 5,80
114º 1º Sgt PM 28672-9 LUIZ ANTÔNIO DA SILVA 5,80
115º 1º Sgt PM 930403-7 RICARDO BRUNO G. DO REGO BARROS 5,80
116º 1º Sgt PM 26082-7 ARIVONALDO MEDEIROS DE CARVALHO 5,80
117º 2º Sgt PM 930428-2 SÉRGIO NUNES DA SILVA 5,80
118º 2º Sgt PM 920764-3 JOSÉ LADISLAU PONTES FILHO 5,80
119º 2º Sgt PM 930720-6 CLÁUDIO CORDEIRO SOBRAL 5,80
120º 2º Sgt PM 940746-4 IVO SEVERINO S. DE SOUZA 5,80
121º 2º Sgt PM 26259-5 DORGIVAL JOSÉ DA SILVA 5,80
122º 2º Sgt PM 930467-3 MÁRCIO MÁRIO MEDEIROS DE OLIVEIRA 5,80
123º 1º Sgt PM 31309-2 LEONARDO JOSÉ DE PAIVA MELO 5,70
124º 1º Sgt PM 26725-2 EUNICE BATISTA DE OLIVEIRA 5,70
125º 1º Sgt PM 24953-0 JOSÉ ARGLAW NUNES AMARAL 5,70
126º 1º Sgt PM 930114-3 LUCIANA CARDOSO DO NASCIMENTO 5,70
127º 2º Sgt PM 950164-9 EDVALDO JOSÉ DE SOUZA JÚNIOR 5,70
128º 2º Sgt PM 920106-8 VALDERI SENA ROCHA 5,70
129º 2º Sgt PM 930705-2 ERANDIR RODRIGUES DA SILVA 5,70
130º 2º Sgt PM 940719-7 ALEXANDRE LEMOINE DE L. PAES 5,70
131º 2º Sgt PM 910174-8 LUCIANO SEVERINO CAVALCANTE 5,70
132º 2º Sgt PM 940723-5 LUCIANO GONZAGA DA SILVA 5,70
133º 1º Sgt PM 920118-1 WAGNER PERMÍNIO VIEIRA DE MELO 5,60
134º 1º Sgt PM 930371-5 ADILSON TIBÚRCIO DA SILVA JÚNIOR 5,60
135º 1º Sgt PM 921155-1 AIRAM JOSÉ MUNIZ 5,60
136º 1º Sgt PM 28848-9 JOSADAQUE GOMES DE LIRA 5,60
137º 1º Sgt PM 930460-6 JOSÉ ALBERTO FERREIRA NUNES 5,60
138º 1º Sgt PM 24485-3 JOSENILDO COELHO DA SILVA 5,60
139º 1º Sgt PM 31219-3 SÉRGIO ALESSANDRO DE LIMA REGO 5,60
140º 1º Sgt PM 25071-6 MAX ANTÔNIO DO ESPÍRITO SANTO 5,60
141º 1º Sgt PM 930645-5 JOSÉ FRANCISCO DA COSTA JÚNIOR 5,60
142º 2º Sgt PM 940740-5 FRANCKLIN MARTINS SILVA 5,60
143º 2º Sgt PM 950108-8 GILMAR JOSÉ DE OLIVEIRA 5,60
144º 2º Sgt PM 930447-9 WASHINGTON JACINTO SILVA 5,60
145º 2º Sgt PM 930249-2 ALCIMAR NARCISO DE ARAÚJO 5,60
146º 2º Sgt PM 910349-0 JOSÉ CARLOS C. CARVALHO 5,60
147º 1º Sgt PM 920043-6 WILSON JOSÉ DA SILVA 5,60
148º 1º Sgt PM 930488-6 BENOBI GOMES DA SILVA 5,50
149º 1º Sgt PM 29646-5 MANOEL MESSIAS LOPES SOUZA 5,50
150º 2º Sgt PM 940773-1 FÁBIO LACERDA SOARES 5,50
151º 2º Sgt PM 950153-3 PATRÍCIA GOMES DA SILVA 5,50
152º 2º Sgt PM 930589-0 PAULO ROBERTO DA SILVA 5,50
153º 2º Sgt PM 950038-3 MARCELO ALVES SANTIAGO 5,50
154º 2º Sgt PM 29194-3 RINALDO RAIMUNDO FRANCISCO 5,50
155º 2º Sgt PM 930121-6 ANA GRAÇA SOUZA 5,50
156º 2º Sgt PM 930485-1 JAN CARLOS D. DA COSTA 5,50
157º 2º Sgt PM 920911-5 JOSÉ EVANDRO DA SILVA 5,50
158º 2º Sgt PM 930124-0 HELBA DE MELO BARBOSA 5,50
159º 2º Sgt PM 930812-1 CARLOS JOSÉ DA SILVA 5,50
160º 2º Sgt PM 910060-1 CARLOS MANOEL FONSECA B. DA SILVA 5,50
161º 2º Sgt PM 920248-0 CLAVIO GOMES DE LIMA 5,50
162º 1º Sgt PM 25585-8 WILSON PEREIRA CAMPOS 5,40
163º Sub Ten PM 22845-1 MARNETE RODRIGUES DE CARVALHO 5,40
164º 1º Sgt PM 910375-9 MARCOS GERVÁSIO DOS SANTOS 5,40
165º 1º Sgt PM 930638-2 NEEMIAS PEREIRA DA SILVA 5,40
166º 1º Sgt PM 24554-2 SÉRGIO LUIZ DA SILVA 5,40
167º 1º Sgt PM 920299-4 WELLINGTON DA COSTA BRITO 5,40
168º 1º Sgt PM 24513-5 MARIA DO SOCORRO G.FERREIRA 5,40
169º 1º Sgt PM 920304-4 EDUARDO CÍCERO DA S. CAVALCANTE 5,40
170º 1º Sgt PM 25392-8 CÍCERO NUNES DE CARVALHO 5,40
171º 2º Sgt PM 920589-6 PEDRO ANTÔNIO DA SILVA 5,40
172º 2º Sgt PM 950863-5 MAVIAEL XAVIER DE PAIVA 5,40
173º 2º Sgt PM 920389-3 JOSÉ CHARLES DA SILVA 5,40
174º 2º Sgt PM 23727-2 COSME B. DO E. SANTOS 5,40
175º 1º Sgt PM 27227-2 ANTÔNIO BARBOZA DE OLIVEIRA 5,30
176º 1º Sgt PM 30881-1 CARLOS ALBERTO AUGUSTO DA SILVA 5,30
177º 1º Sgt PM 920214-5 ARNALDO ELIAS DE AGUIAR 5,30
178º 1º Sgt PM 930551-3 DIOGENES DA COSTA BARBOSA 5,30
179º 1º Sgt PM 930518-1 ROBERTO JOSÉ DOS SANTOS 5,30
180º 1º Sgt PM 920074-6 ELENILDO LAURENTINO DA SILVA 5,30
181º 1º Sgt PM 25665-0 JEFFERSON DE SOUZA SILVA 5,30
182º 2º Sgt PM 27038-5 MARCELINO DA SILVA COSTA 5,30
183º 2º Sgt PM 28570-6 CARLOS MENDES CARNEIRO 5,30
184º 2º Sgt PM 31413-7 JEAN CARLOS SANTOS DA SILVA 5,30
185º 2º Sgt PM 31842-6 EUDES LOPES DE SOUZA 5,30
186º 2º Sgt PM 930532-7 FÁBIO JOSÉ DA SILVA SANTOS 5,30
187º 2º Sgt PM 950170-3 ROBERTA COSTA DE ARAÚJO PESTANA 5,30
188º 2º Sgt PM 930601-3 MAURO FERREIRA DOS SANTOS 5,30
189º 2º Sgt PM 26081-9 JOSÉ CARLOS SANTIAGO 5,30
190º 2º Sgt PM 930311-1 LUIZ DE SOUZA SILVA FILHO 5,30
191º 1º Sgt PM 28279-0 SEVERINO SIMÕES DA SILVA NETO 5,20
192º 1º Sgt PM 940769-3 ROBERTO SOARES DA SILVA 5,20
193º 1º Sgt PM 31738-1 KILDARE GUEDES DOS ANJOS 5,20
194º 1º Sgt PM 31008-5 FERNANDO ALBUQUERQUE DE OLIVEIRA 5,20
195º 1º Sgt PM 920054-1 FÁBIO FERREIRA DA SILVA 5,20
196º 1º Sgt PM 930344-8 ELISEU MARTINS DE OLIVEIRA 5,20
197º 2º Sgt PM 27840-8 JOSÉ CARLOS DE SOUZA 5,20
198º 2º Sgt PM 940717-0 JOSÉ ROBERTO PEREIRA DA SILVA 5,20
199º 2º Sgt PM 930560-2 BARTOLOMEU SOUZA MENEZES JÚNIIOR 5,20
200º 2º Sgt PM 930421-5 WILTON JOSÉ LINS DA SILVA 5,20
201º 2º Sgt PM 31781-0 LUIZ MÁRIO BARBOSA 5,20
202º Sub Tem PM 21033-1 SÉRGIO ROBERTO ALVES RAMOS 5,10
203º 1º Sgt PM 930794-0 MARCONI MARQUES DE LIMA 5,10
204º 1º Sgt PM 21116-8 VALDIR SABINO DOS SANTOS 5,10
205º 1º Sgt PM 29672-4 WALTER FREIRE SOBRINHO 5,10
206º 1º Sgt PM 28652-4 JOSÉ OLIVALDO MARQUES DA SILVA 5,10
207º 1º Sgt PM 28698-2 PAULO ROBERTO DA SILVA 5,10
208º 2º Sgt PM 940782-0 FÉLIX ROQUE DE SENA OLIVEIRA 5,10
209º 2º Sgt PM 930586-6 MARCOS DOUGLAS L. RODRIGUES 5,10
210º 2º Sgt PM 30739-4 ADEMIR MARTINS DA SILVA 5,10
211º 2º Sgt PM 930774-5 ANDRÉ LUIZ PEREIRA ALCÂNTARA 5,10
212º 1º Sgt PM 29787-9 IVAN GOMES MARTINS 5,00
213º 1º Sgt PM 920135-1 LUCIANO LUIZ DA SILVA 5,00
214º 1º Sgt PM 30961-3 MARCOS JOSÉ DA CONCEIÇÃO 5,00
215º 1º Sgt PM 31497-8 GIOVANI CAMILO DA SILVA 5,00
216º 2º Sgt PM 930424-0 HELENO ERNESTO DOS SANTOS 5,00
217º 2º Sgt PM 930714-1 EDSON JOSÉ DA SILVA 5
218º 2º Sgt PM 920882-8 JOSÉ CLEDEVALDO M. DE ALMEIDA 5,00
219º 2º Sgt PM 28097-6 ABEL J. DE QUEIROZ SANTOS 5,00
220º 2º Sgt PM 30065-9 ANTÔNIO DINARTE DO NASCIMENTO 5,00
221º 2º Sgt PM 930507-6 JACKSON ALVES DE SOUZA 5,00
222º 2º Sgt PM 26526-8 JOÃO RAIMUNDO DA SILVA 5,00
223º 2º Sgt PM 950047-2 JONAS FERNANDES DE LIMA 5,00
224º 2º Sgt PM 940759-6 ELENORA CARLOS DE CARVALHO LIRA 5,00
225º 2º Sgt PM 920180-7 JOSÉ ADALBERTO DA SILVA LARESTE 5,00

Calendário de Atividades
EXAMES CARDIOLÓGICOS

DATA/HORA ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO LOCAL

01FEV10 as 07h00 101º ao 125º Diretoria de Saúde - DS

11FEV10 as 07h00 126º ao 150º Diretoria de Saúde - DS

12FEV10 as 07h00 151º ao 175º Diretoria de Saúde - DS

18FEV10 as 07h00 176º ao 200º Diretoria de Saúde - DS

19FEV10 as 07h00 201º ao 225º Diretoria de Saúde – DS

EXAMES CLÍNICOS

DATA/HORA ORDEM DE CLASSIFICAÇÃO LOCAL

01FEV10 as 07h00 101º ao 125º Diretoria de Saúde - DS

11FEV10 as 07h00 126º ao 150º Diretoria de Saúde - DS

12FEV10 as 07h00 151º ao 175º Diretoria de Saúde - DS

18FEV10 as 07h00 176º ao 200º Diretoria de Saúde - DS

19FEV10 as 07h00 201º ao 225º Diretoria de Saúde – DS

Observação: Tanto no exame cardiológico como no clínico, todos os candidatos convocados

deverão apresentar os exames solicitados, conforme Portaria da SDS nº 1188, de 15 ABR 09. (Nota nº 005/2010/DGP-10).

ATENÇÃO MÁXIMA - É CHEGADA A HORA - PEC 300 JÁ

  
           Companheiros, nessa reta final é muito importante que todos os estados levem as suas
caravanas para Brasília. Espírito Santo, Rio de Janeiro, Pará, Paraná,
Bahia, Piauí, Acre, já confirmaram oficialmente a ida para Brasília em
caravanas. Preciso que me encaminhem os telefones dos presidentes das
associações de todos os estados, deputados estaduais e vereadores
eleitos pela categoria para que possamos fazer contato com todos. O
grande momento está chegando. A PEC 300 foi construída por todos. E a
Mobilização tem que ser nacional. Os estados acima estão fazendo a parte
deles. Mas é imprescindível que todos levem as suas representações. A
luta é de todos. Juntos somos fortes. 
Deputado Capitão Assumção